Graduação e Pós no ExteriorTudo sobre intercâmbio

Conheça a Universidade de Tóquio: a instituição mais antiga do Japão

há 5 meses

Ícones Dreams Intercâmbios

Fala, Dreamer! Pretende começar sua aventura de educação superior em terras orientais? Então você certamente vai adorar conhecer a Universidade de Tóquio: a mais antiga do Japão.

Uma das mais conceituadas e celebradas do mundo, ela é celebrada por ser um dos maiores esteios da educação internacional. Carinhosamente conhecida como UTokyo, ela foi a casa de diversas personalidades importantes da cultura e sociedade japonesas.

Ficou interessado em conhecer mais? Se liga no que trouxemos pra você nesse texto:

  1. Estudar em Tóquio: conheça a universidade
  2. A história da universidade
  3. Ranking mundial: Universidade de Tóquio
  4. Estudar em Tóquio: como entrar?
  5. Saiba mais: Personalidades notáveis da Universidade de Tóquio

Estudar em Tóquio: conheça a universidade

Conheça a universidade de Tóquio

Financiada pelo estado, a Universidade de Tóquio é a maior da cidade, que conta com mais de 50 instituições de ensino superior. Destaca-se também o alto número de agentes governamentais formados pela universidade, que também é carinhosamente chamada de Tōdai.

A Universidade de Tóquio possui faculdades de agricultura, economia, educação, engenharia, direito, letras, medicina, farmacologia e ciências, além de uma faculdade de artes e ciências e uma escola de pós-graduação. A universidade tem institutos de pesquisa em biologia molecular e celular, terremotos, estudos nucleares, física do estado sólido, radiação cósmica, ciências médicas, oceanografia, jornalismo e comunicação, historiografia, cultura e ciências sociais.

O objetivo principal da universidade é formar líderes globais com forte senso de responsabilidade pública e espírito pioneiro, possuindo profundo conhecimento especializado e vasta cultura geral.

A história da universidade

A história da universidade, desenho original

A fusão da Escola Tokyo Kaisei e da Escola de Medicina de Tóquio criou o conjunto de quatro faculdades: de Direito, Ciência, Letras e Medicina. Elas se uniram a uma escola preparatória para a universidade (yobimon; predecessora da Primeira Escola Superior do Japão) para formar, em 1877, a Universidade de Tóquio.

Inicialmente, as três Faculdades de Direito, Ciência e Letras estavam localizadas na área de Kanda, enquanto a Faculdade de Medicina foi estabelecida na área de Hongo.

Embora a universidade tenha admitido suas primeiras estudantes femininas em 1946, o corpo discente permaneceu predominantemente masculino desde então. Várias tentativas foram feitas desde então para alcançar uma proporção de gênero mais igualitária.

Em 2011, a universidade ficou em segundo lugar no mundo, atrás apenas de Harvard, no número de ex-alunos em cargos de CEO em empresas Fortune 500. Além disso, 15 dos 62 primeiros-ministros do Japão estudaram na Universidade de Tóquio, e cinco ex-alunos se tornaram astronautas.

O principal campus de Hongo ocupa a antiga propriedade da família Maeda, antigos senhores feudais da província de Kaga. Portanto, atrai turistas devido a marcos como Akamon (o Portão Vermelho) e o majestoso Auditório Yasuda. É também onde acontece o festival anual de maio da UTokyo.

Ranking mundial: Universidade de Tóquio

Ranking mundial: Universidade de Tóquio no QS World Rankings

A Universidade de Tóquio é uma das instituições de ensino superior mais prestigiadas do mundo. Ela é conhecida por sua excelência acadêmica, pesquisa de ponta e contribuição para o avanço do conhecimento humano.

No QS World University Rankings 2024, a Universidade de Tóquio ocupa a 28ª posição global. Essa posição é um reflexo do compromisso contínuo da universidade com a excelência acadêmica. A universidade oferece uma ampla gama de programas de graduação e pós-graduação de alta qualidade, ministrados por professores renomados. A universidade também possui uma forte infraestrutura de pesquisa, com laboratórios e instalações de última geração.

A UTokyo também é um importante centro de educação e treinamento para futuros líderes em todos os setores.

Curtindo o conteúdo? Então leia mais:

Estudar em Tóquio: como entrar?

Estudar em Tóquio: como entrar na universidade?

A admissão na Universidade de Tóquio é um processo rigoroso e competitivo. Em 2021, a universidade recebeu 9.356 inscrições para cursos de graduação, das quais apenas 3.071 (32,82%) foram aceitas. Para cursos de pós-graduação, a taxa de aceitação foi de 40,89%.

Para se candidatar à Universidade de Tóquio, os candidatos devem atender aos seguintes requisitos:

  • Notas excelentes: A universidade exige notas altas em disciplinas fundamentais, como matemática, ciências e língua japonesa.
  • Domínio do inglês: Os candidatos internacionais devem comprovar proficiência em inglês por meio de testes como TOEFL ou IELTS.
  • Motivação: Os candidatos devem demonstrar sua paixão pela área de estudo e seu desejo de estudar na Universidade de Tóquio.
  • Habilidades acadêmicas e de pensamento crítico: Os candidatos devem ser capazes de demonstrar suas habilidades acadêmicas e de pensamento crítico por meio de testes padronizados e entrevistas.

O processo de seleção para a Universidade de Tóquio é dividido em duas etapas:

  • Triagem inicial: Nesta etapa, os candidatos são avaliados com base em suas notas, pontuações em testes padronizados e cartas de recomendação.
  • Triagem secundária: Nesta etapa, os candidatos aprovados na triagem inicial são submetidos a um exame escrito e a uma entrevista.

O exame escrito é composto por questões de múltipla escolha e redação. A entrevista é realizada por um painel de professores e acadêmicos da Universidade de Tóquio.

O processo de seleção é um desafio acadêmico de alto nível. No entanto, com dedicação e preparação, é possível alcançar o objetivo de estudar nesta prestigiosa instituição.

Saiba mais: Personalidades notáveis da Universidade de Tóquio

Isao Takahata

Isao Takahata: Personalidades notáveis da Universidade de Tóquio

Isao Takahata nasceu em 1935 em Imabari, no Japão. Filho de um professor, desde cedo desenvolveu um interesse pela literatura e pela cultura europeia. Em 1959, formou-se em literatura francesa na Universidade de Tóquio.

Durante seu tempo na universidade, Takahata se interessou pelo cinema e começou a assistir a filmes estrangeiros, incluindo clássicos do cinema mudo e da Nouvelle Vague francesa. Ele também desenvolveu um interesse pela política e pelo pacifismo, influenciado pela Guerra do Vietnã.

Após se formar, Takahata trabalhou como assistente de direção em vários filmes, incluindo O Castelo de Cagliostro (1979), dirigido por Hayao Miyazaki. Em 1985, ele co-fundou o Studio Ghibli com Miyazaki e outros colegas.

Ryūnosuke Akutagawa

Ryūnosuke Akutagawa: ex-aluno da Universidade de Tóquio

Ryūnosuke Akutagawa nasceu em 1892 em Tóquio, no Japão. Desde cedo, ele mostrou interesse pela literatura, e começou a escrever contos e poemas ainda na escola.

Em 1913, Akutagawa ingressou na Universidade Imperial de Tóquio, onde estudou literatura inglesa. Durante seu tempo na universidade, ele continuou a escrever, e seus contos começaram a ser publicados em revistas literárias.

Em 1915, Akutagawa publicou seu primeiro livro de contos, Rashōmon. O livro foi um sucesso imediato, e Akutagawa se tornou um dos autores mais promissores da nova geração.

A passagem de Akutagawa pela Universidade Imperial de Tóquio foi um período de grande importância para sua carreira literária. Foi durante esse período que ele desenvolveu seu estilo e começou a publicar seus contos em revistas literárias.

Akutagawa continuou a escrever contos, e sua obra explorou temas como a natureza humana, a violência e a morte. Seus contos são conhecidos por seu estilo elegante e suas histórias ricas em detalhes.

Yasunari Kawabata

Yasunari Kawabata: ex-aluno da Universidade de Tóquio

Yasunari Kawabata foi um escritor japonês, o primeiro de seu país a receber o Prêmio Nobel de Literatura, em 1968. Ele nasceu em 1899 em Osaka, no Japão. Desde cedo, ele mostrou interesse pela literatura, e começou a escrever contos e poemas ainda na escola.

Em 1920, Kawabata ingressou na Universidade Imperial de Tóquio, onde estudou literatura. Durante seu tempo na universidade, ele continuou a escrever, e seus contos começaram a ser publicados em revistas literárias.

Seu romance Yukiguni foi um sucesso imediato, e Kawabata se tornou um dos escritores japoneses mais importantes e promissores. O livro foi traduzido para várias línguas e é considerado um clássico da literatura japonesa.

Se você ficou com vontade de estudar na Universidade de Tóquio, temos um time especializado pra tornar esse sonho possível! Os pormenores da aplicação podem complicar o seu processo e nosso time especializado está aqui para tornar sua vida mais fácil!

Clica no link abaixo pra conversar com nossa assessoria acadêmica e começar a viver essa aventura: